Quinta-feira, Julho 25, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioCrimeTomás Bica pode ser detido a qualquer momento

Tomás Bica pode ser detido a qualquer momento

O ex-administrador municipal do Cazenga, Tomás Bica, pode ser detido a qualquer momento, por fortes suspeitas de envolvimento em negociatas ilícitas.

O envolvimento de Tomás Bicas em negociatas ilícitas, segundo uma fonte fidedigna da imprensa, tem a ver com a venda de terrenos, casas em centralidades do município, assim como o caso ‘Mercado das Mulheres’.

A fonte avançou ainda que, para além destas acusações, Tomás Bica desalojou recentemente várias famílias de um dos bairros do Cazenga para favorecer um grupo de empresários chineses que pretendem erguer um shopping na referida zona. “São estes e outros crimes, supostamente cometidos por Tomás Bica, que levaram o governador de Luanda, Manuel Homem, a exonerá-lo nesta terça-feira, 10, sem ser reconduzido, para que seja investigado e punido pelo que cometeu ”, informou a fonte de O Crime .

No quadro das exonerações executadas a nível da província de Luanda ontem, 10, Tomás Bica é o único que não foi reconduzido tudo porque pesam sobre ele vários crimes cometidos aquando do seu mandato. “Para muitos, isso levanta várias suspeições, uma vez que Tomás Bica é visto no seio do partido como um dos jovens mais promissores .

Aliás, muitos acreditam que ele possa a vir fazer parte do Comité Central e, consequentemente, nomeado como governador de uma das províncias do país”, sublinhou a fonte, acrescentando que “esta é a mensagem (que de boca cheia) Tomás Bica está a passar aos mais próximos”.

Este e outros assuntos terão beliscado, no seio do partido, a imagem de Tomás Bicas, que, a qualquer momento, pode ser detido, na sequência da abertura de um processo-crime na Procuradoria-Geral da República por envolvimento em negociatas Ilícitas .

“Se ele não estiver atento, pode mesmo ser detido a qualquer momento, já que a situação é bastante grave”, avançou a fonte. De acordo com a fonte, Tomás Bica pode não ser o único a ser investigado, entre administradores a nível de Luanda , uma vez que também se fala de Rui Josefo Duarte, exonerado do cargo de administrador municipal de Talatona; Nélson Lopes Funete, ex-administrador de Icolo-e-Bengo, e João Vladimir Belo Catinda, exonerado do cargo de director do Gabinete Provincial da Agricultura, Pecuária e Pescas de Luanda.

Fonte: NJ

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS