Sábado, Julho 20, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioNotíciasOGE2023: Proposta que deu entrada na Assembleia prevê subida do Kwenda de...

OGE2023: Proposta que deu entrada na Assembleia prevê subida do Kwenda de 8.500 para 11.500 kz

A proposta preliminar de Orçamento Geral de Estado para 2023 (OGE2023), que já foi entregue ao Parlamento, prevê uma subida do do Kwenda de 8.500 para 11.500 kz mensais. Segundo a proposta de fundamentação do Ministério das Finanças, o objectivo é “atenuar os impactos da pressão dos preços dos produtos sobre os orçamentos das famílias mais vulneráveis.

Ainda segundo o documento que deu entrada na Assembleia nacional na sexta-feira, o Executivo liderado por João Lourenço visa, em 2023, alcançar 1,3 milhões de famílias cadastradas e um milhão de famílias a receber regularmente estas transferências.

A proposta preliminar prevê, para operações de dívida pública, 9 biliões de kwanzas, o que representa 45,09 por cento do valor total calculado para o próximo ano. Destes 9 biliões, quase 4 biliões estão reservados para o pagamento de dívida pública interna, sendo os restantes 5 biliões para operações da dívida pública externa. Isto quer dizer que do total de 20,1 biliões de kwanzas das receitas e despesas estimadas, apenas 11 biliões servirão para distribuir pelos vários ministérios e programas governamentais.

OGE2023 tem como preço de referência do petróleo 75 dólares por barril e uma produção média de 1,18 milhões de barris.

O OGE2023 perspectiva uma taxa de inflação de 11,1 por cento e um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) real de 3,3 por cento, face ao crescimento de 2,7 por cento prognosticado para 2022.

O sector social, segundo o documento, absorverá 43,5% da despesa fiscal primária, que corresponde a 23,9% da despesa total e a um aumento de 33,4 % face ao OGE 2022. Neste sector, destacam-se a Educação, Saúde, Habitação e Serviços Comunitários e a Protecção Social, com pesos de 14,1%, 12,1%, 10,1% e 6,2% na despesa fiscal primária, respectivamente.

O sector económico, segundo o relatório de fundamentação, absorverá 18,2% da despesa fiscal primária e 10,0% da despesa total, o que corresponde a um crescimento de 45,7% (Kz 631,02 milhões) comparativamente à dotação orçamental atribuída no OGE anterior.

Já o sector da agricultura, segundo o Ministério das Finanças, ganha particular foco na agenda da diversificação, contando para além dos recursos directos no montante de Kz 412,3 mil milhões com diversas intervenções no domínio das infraestruturas de suporte a serem realizadas pelos distintos sectores, no âmbito do PLANAGRÃO, bem como cerca de Kz 1.674,6 mil milhões para financiamentos de projectos privados, a serem operacionalizados pelo Banco de Desenvolvimento de Angola nos próximos cinco anos.

Fonte: NJ

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS