Quinta-feira, Julho 18, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioNotíciasEnfermeiros em greve até sexta-feira na província de Luanda

Enfermeiros em greve até sexta-feira na província de Luanda

Os enfermeiros da província de Luanda deram início, esta segunda-feira 12, a uma greve, que, numa primeira fase, vai até sexta-feira, 16, caso as autoridades locais não resolvam os pontos do seu caderno reivindicativo.

“Nós, os enfermeiros, exigimos melhores condições de trabalho, incluindo o aumento de técnicos, material gastável e medicamentos. Também exigimos o pagamento das horas-extra e a transição automática – a saída dos profissionais de uma categoria para outra”, disse aos jornalistas o secretário-geral do Sindicato dos Técnicos de Enfermagem, António Afonso Kileba.

O sindicalista apela ao cumprimento da Lei da greve, garantindo os serviços mínimos.

“Enquanto os pontos constantes no caderno reivindicativo não forem satisfeitos, não vamos parar para pressionar o Executivo a resolver os nossos problemas”, prometeu, apelando ao diálogo com a entidade patronal para melhor solução dos problemas.

Nesta paralisação, os bancos de urgência, salas de parto, blocos operatórios, cuidados intensivos, hemodiálise e internamentos terão os serviços mínimos salvaguardados, mas os serviços de consultas externas e ambulatório serão encerrados em todo o País.

Uma fonte do Ministério da Saúde disse à imprensa que alguns pontos do caderno reivindicativo dos enfermeiros já foram atendidos e que os restantes estão a merecer tratamento por parte do órgão.

Segundo dados da direcção da saúde em Luanda, um total de 32 unidades de saúde estão a ser erguidas em Luanda, no âmbito do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

Estas novas infraestruturas vão-se juntar às 173 já existentes na rede sanitária da província.

Fonte: NJ

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS