Domingo, Julho 14, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioDesportoPalancas viram holofotes para o CAN da Côte d'Ivoire

Palancas viram holofotes para o CAN da Côte d’Ivoire

Dois meses é o tempo que resta para o jogo Ghana -Angola, a disputar-se na cidade de Accra, referente à terceira jornada das eliminatórias de acesso à fase final da 34ª edição do Campeonato Africano das Nações, CAN, a decorrer na Côte d’Ivoire.

O seleccionador nacional e o Departamento Técnico das Selecções Nacionais já trabalham na elaboração da lista dos jogadores a serem convocados para “Operação Accra”, para aferir a disponibilidade dos atletas a serem chamados, segundo uma fonte da FAF.

Houve ocasiões que os jogadores convocados se mostraram indisponíveis, porque estavam lesionados ou com problemas familiares. Essas e outras situações têm de estar acauteladas, visto que o combinado nacional estará diante de uma partida de sacramental importância com o Ghana.

A direcção da Federação Angolana de Futebol (FAF) tem de preparar ao pormenor o duplo duelo com o Ghana, em que Angola está proibida de perder, sob pena de comprometer os intentos no torneio, que passa pela qualificação ao CAN.

No grupo de quatro selecções em que fazem parte o Ghana, Madagáscar e República Centro Africana (RCA), os ghanenses são favoritos ao apuramento, a julgar pelo histórico granjeado a nível do continente. Contudo, angolanos, malgaxes e centro-africanos vão bater-se pelo segundo lugar, que dá igualmente acesso à fase final da competição.Com quatro pontos, a ocupar a segunda posição do Grupo E, a Selecção Nacional de futebol de honras depende exclusivamente de si, para garantir o apuramento.

Para manter intacto o sonho de qualificação, o  conjunto angolano tem de pontuar nos dois encontros com o Ghana, a 20 e 28 de Março. No primeiro jogo, o conjunto angolano visita a formação ghanesa, sendo para já uma deslocação difícil, por estar em disputa a primazia do agrupamento. 

Na impossibilidade de não conseguir vencer no reduto do adversário, o “onze” nacional tem de no mínimo tentar empatar o desafio. Oito dias depois na recepção ao oponente, a Selecção Nacional é obrigada a ganhar para assumir o comando do torneio. 

A seguir ao duelo com o Ghana, Angola visita a República Centro Africana (RCA) e fecha a campanha no dia 4 de Setembro, em Luanda, defrontando a similar do Madagáscar. Perante deste cenário, Angola só depende de si, para carimbar o passaporte para a fase final do CAN.

Atenção aos malgaxes                                

O Madagáscar integrante do grupo de Angola na prova de apuramento ao CAN da Côte d’Ivoire, não é um adversário uma “pêra doce”. Os Barea, cognome da selecção malgaxe, têm créditos firmados e realizam uma excelente campanha no CHAN da Argélia. 

O único representante da África Austral (COSAFA) ganhou sem qualquer contestação, o grupo em que esteve inserido, com nove pontos. Nos quartos-de-final, o Madagáscar despachou Moçambique por 3-1.

À entrada da terceira jornada, Ghana e Angola partilham a liderança da prova, com quatro pontos cada, seguidos do Madagáscar e República Centro Africana, com um.

Fonte: JA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS