domingo, maio 19, 2024
Home > Notícias > Levantada greve dos enfermeiros no país

Levantada greve dos enfermeiros no país

O Sindicato dos Técnicos de Enfermagem de Angola, suspendeu, hoje,  a greve indeterminada, iniciada esta  segunda-feira, depois de um acordo com entidade patronal que prometeu resolver  90 por cento das reivindicações.

No caderno reivindicativo apresentado em 2021 ao Ministério da Saúde (MINSA), a classe exige, entre outros, o aumento salarial e melhorias de condições laborais, o pagamento de um subsídio da covid-19, bem como a conclusão do processo de transição,  suspenso desde 2019. 

Segundo a Ministra de tutelaa,  na reunião, realizada  está quarta-feira,   foi terminada com sucesso após abordagem  e alinhamento dos  pontos reivindicados por parte do referido sindicato.

De acordo Sílvia Lutucuta  o Sindicato vai mobilizar os seus associados  para a retoma dos serviços  já nesta quinta-feira.

Adiantou que existia um ponto fracturante, já  resolvido,  relacionado com o pagamento dos subsídios do pessoal que trabalhou diretamente no tratamento da pandemia.

 Salientou que o subsídio não será generalizado, mas, apenas será beneficiado aqueles que tiveram uma intervenção directa no combate a covid-19.

“Os enfermeiros são a espinha dorsal do Serviço Nacional de Saúde por isso merecem a sua valorização, e todos devem levar como bandeira profissional de saúde que é feita por equipas”, concluiu.

Durante a reunião foram apresentados alguns ganhos do sector com maior incidência no que toca aos recursos humanos .

Este sector teve um incremento de 33 mil novos profissionais da saúde dos quais mais de 20 mil são enfermeiros, admitidos em dois concursos.

Informou que já foram pagos subsídios em cerca de 85 porcento em todo país  nacional , perfazendo um total de 30 mil profissionais .

Com relação a actualização de categorias, disse que está  a ser feito com integração do Ministério das Finanças um plano para a resolução desta problemática e o mesmo não abrange muitos profissionais, sendo apenas 180 trabalhadores envolvidos.

Segundo o secretário-geral do Sindicato  António Afonso Kileba, depois de nove horas de reunião, as partes chegaram a acordo com relação às reivindicações sobre a abertura de um concurso público interno, o pagamento de retroactivos e a promoção de categorias. 

Foi estabelecido um prazo de 10 a 15 dias para entrega de uma lista de todos os funcionários envolvidos para assim ser analisado e posteriormente solucionado. 

No que toca ao seguro de saúde, referiu que  foi acordado entre as partes que se deve  criar  uma comissão para resolver o quesito.

Fonte: Angop

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial