Sábado, Julho 20, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioNotíciasBAI e CNJ assinam memorando para concessão de crédito à juventude

BAI e CNJ assinam memorando para concessão de crédito à juventude

O Banco Angolano de Investimento (BAI) e o Conselho Nacional da Juventude (CNJ) assinaram hoje um memorando de entendimento com vista à facilitação de acesso ao crédito bancário para empreendedores e formação para os jovens.

Assinaram o memorando, o presidente do Conselho Executivo do BAI, Luís  Filipe Rodrigues Lélis, e o presidente do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), Isaías Kalunga.

Neste âmbito, o BAI vai disponibilizar um financiamento no valor de 10 mil milhões de kwanzas  destinado à apoiar à juventude.

 Além dos 10 mil milhões disponibilizados no âmbito do memorando, o BAI tem disponível, também para a Juventude, o “Credito Pac Express”,um produto que prevê isenção de cobrança das comissões associadas aos créditos, podendo ser, no mínimo, cinco a 20 mil kwanzas ano e uma taxa de 7% e com  maturação de 144 meses dependendo da dimensão do projecto.

 Dentre outros objectivos, o acordo visa ainda alargar as soluções de créditos para os jovens, assegurando que desta forma se cumpra com o objectivo de maior criação de emprego por via do empreendedorismo.

 De acordo com o presidente do Conselho Executivo do BAI, Luís  Filipe Rodrigues Lélis, o  crédito visa potencializar os pequenos produtores, comerciantes, agricultores e prestadores de serviços em áreas conexas, cobrindo as necessidades de toda a cadeia de produção, garantindo assim a produção e comercialização satisfatória dos seus produtos, bem como a maximização do empreendedorismo.

 Para cada projecto, segundo o gestor do BAi, o limite máximo de financiamento é de cinco milhões de kwanzas.

Na ocasião, o presidente do Conselho Nacional da Juventude, Isaías Kalunga, afirmou que o memorando consta dos incentivos  do Executivo angolano, que visa o fomento do auto- emprego por via do empreendedorismo.

Salientou que a medida vai facilitar a criação de vários empreendedores e consequentemente a criação de mais empregos, tendo em conta a dinâmica actual.

O líder do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), Isaías Kalunga, falou de questões relacionadas com o financiamento dos programas PROJAPRON e PIDECOOP, sob tutela do CNJ, por meio de cooperativas nos diferentes ramos do cooperativismo, destacando o agronegócio, visando a criação de postos de trabalho.

“Encontramos a possibilidade dos produtos que o banco BAI tem de permitir aos vários jovens, com realce para os do interior do país, verem a possibilidade de encontrarem o seu primeiro emprego a nível de gestão como agentes do banco BAI e isso será aprimorado com o memorando, disse Isaías Kalunga.

O memorando  vai possibilitar milhares de jovens a obterem os seus primeiros empregos, créditos para fomentar o empreendedorismo no seio da juventude e bolsas de estudo”, salientou.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS