Terça-feira, Julho 16, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioNotíciasAngola tem apenas 20 médicos legistas quando precisa de, pelo menos, 144

Angola tem apenas 20 médicos legistas quando precisa de, pelo menos, 144

Angola conta apenas com 20 médicos legistas para quase 35 milhões de habitantes, um número manifestamente insuficiente para a cobertura do País, que precisa de, pelo menos, 144 destes especialistas.

A informação foi esta quinta-feira divulgada pelo director-geral de Medicina Legal do Serviço de Investigação Criminal (SIC), Aurélio Ngueve Rodrigues, que avançou que dos 20 médicos legistas a trabalhar no País, 17 são nacionais e três são expatriados.

Segundo o director-geral de Medicina Legal do SIC, citado pela Angop, em Luanda existem apenas seis médicos legistas, insuficientes para o número de casos diários, enquanto as províncias do Kuando Kubango, Zaire e Uíge não têm médicos desta especialidade, pelo que recebem o apoio da Direcção Nacional.

De acordo com o médico legista, diariamente, cerca de 150 pessoas contactam os serviços de atendimento devido a agressões físicas e abusos sexuais. Para casos de tanatologia (estudo científico da causa da morte), a média é de 18 casos por dia, chegando por vezes aos 35. Neste momento estão a ser formados 11 especialistas nos sectores de anatomia patológica forense, odontologia e psicologia forense.

A medicina legal é uma das especialidades médicas mais antigas. Ela nasceu, oficial e legalmente, em 1507 na Alemanha, com a promulgação do Código de Bamberg.

Esse código determinava a Medicina Legal como ciência capaz de fornecer provas técnicas de natureza médica para auxiliar o Direito.

Fonte: AN

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS