Domingo, Julho 14, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioNotíciasSilvia Lutukuta quer técnicos comprometidos com a saúde da população

Silvia Lutukuta quer técnicos comprometidos com a saúde da população

A ministra da Saúde, Silvia Lutucuta , exortou, esta sexta-feira, em Luanda, aos profissionais da saúde a participar de forma activa na identificação e resolução dos problemas que impactam negativamente na saúde da população.

Numa mensagem em alusão ao Dia Mundial da Saúde e ao 75º aniversário da Organização Mundial da Saúde (OMS), que hoje se assinala, a ministra frisou que este envolvimento passa pela implementação de acções de promoção de saúde, com o intuito de proteger este bem do ponto de vista individual e colectivo, tendo em conta os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

Aproveitou a ocasião para prestar uma homenagem aos agentes de saúde de todo mundo, em particular aos angolanos, que diariamente trabalham no sentido de promover a saúde e o bem-estar da população em prol da equidade, prosperidade e sustentabilidade, para todos sem deixar ninguém para trás.

Segundo a governante, Angola junta-se ao movimento mundial para felicitar a OMS pelos resultados alcançados na segurança sanitária internacional, promoção da saúde e prevenção de doenças, para que todos atinjam o mais alto nível de saúde e bem-estar.

Para a ministra, o 75º aniversário da OMS é também uma ocasião para relembrar os sucessos da saúde pública em Angola e do mundo, virados para a melhoria da qualidade de vida das pessoas nas últimas sete décadas .

“É também uma oportunidade para Angola reafirmar que continua a desenvolver esforços e assumir compromissos significativos para universalizar o acesso equitativo à saúde sem barreiras”, frisou.

Considerou, igualmente, oportuno para demonstrar a promoção de acções multissectoriais e a participação comunitária para não deixar ninguém para trás e mitigar a desigualdade das assimetrias sociais.

Lembrar que está semana uma criança morreu numa unidade sanitária da capital do país, depois que a equipa médica lhes ter negado atendimento, pelo facto de, supostamente, os pais não terem 10 mil Kwanzas para pagar de “gasosa” às profissionais.

Fonte: CK

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS