Terça-feira, Julho 16, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioNotíciasOMA, horrorizada com estupro de cadáver de uma jovem de 22 anos,...

OMA, horrorizada com estupro de cadáver de uma jovem de 22 anos, convoca marcha de repúdio em Benguela – Polícia diz estar no encalço dos criminosos

A Organização da Mulher Angolana (OMA) convocou uma marcha de repúdio no município da Catumbela, província de Benguela, onde indivíduos não identificados desenterraram e violaram o cadáver de uma jovem de 22 anos. A Polícia Nacional naquela região diz estar no encalço dos criminosos para serem responsabilizados criminalmente.

A OMA, na voz da secretária-geral, Joana Tomás, ficou “horrorizada com o acontecimento”, tendo convocado uma marcha de repúdio em que “vão participar mulheres de todos os estratos sociais”.

A Polícia em Benguela confirma o teor da denúncia, admitindo que foi encontrado o cadáver de uma jovem de 22 anos, que terá sido abusada sexualmente, depois de o seu corpo ter sido desenterrado.

O porta-voz da Polícia local, Ernesto Chiwale, citado pela imprensa em Benguela, disse que os indivíduos, até agora não identificados, terão acedido ao cemitério da Catumbela e dirigiram-se até ao bloco 40, onde se encontrava enterrada a jovem,” onde cometeram o acto”.

Por sua vez, a médica legista Maria de Almeida confirma que a vítima esteve internada durante dois dias nos cuidados intensivos e perdeu a vida no dia 14 de Agosto, tendo os familiares realizado o funeral.

“Ela foi vítima de um acidente de viação no dia 08 de Agosto, tendo sido tratada no Hospital Geral de Benguela, onde permaneceu dois dias nos cuidados intensivos”, disse a médica, frisando que a jovem faleceu no dia 14 de Agosto e o seu funeral foi realizado no dia 16, quarta-feira, e, no dia seguinte, ocorreu o caso de necrofilia.

“Fizemos o exame pericial e verificámos que a jovem sofreu lesões provocadas pelo acidente de viação na região craniana e dorsal e encontrámos a sua roupa interior cortada, bem como material genético, no caso espermatozoides no canal vaginal, na sequência da agressão sexual”, explicou.

Fonte: NJ

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS