Quinta-feira, Julho 18, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioNotíciasLuanda: pessoas com deficiências deixam de pagar táxi em Cacuaco

Luanda: pessoas com deficiências deixam de pagar táxi em Cacuaco

O memorando que isenta as pessoas com deficiência física do pagamento da taxa de táxi no município de Cacuaco e arredores, foi assinado nesta terça-feira, 29, entre o Conselho Municipal da Juventude e as Associações de Táxis (ANATA e ATA) que operam naquela região de Luanda.

De acordo com o responsável do CMJ Cacuaco, Felisberto Moma, o documento assinado entra em vigor a partir do dia dois de Dezembro deste ano. O memorando foi tornado público em Conferência de Imprensa, que serviu também para os participantes refletirem sobre aquilo que será a celebração do dia mundial de pessoas com deficiência.

Moma disse que a organização que lidera a nível de Cacuaco, mostrou-se preocupada com série de dificuldade de mobilidade que as pessoas com deficiência passam a nível local. Por isso, em alusão dia três, internacionalmente consagrado às pessoas com deficiência, trabalhando na sua inclusão, na vida política, econômica e social, bem como cumprindo as orientações superiores do CNJ.
O conselho municipal da Juventude assinou um memorando de um período de três anos, com as associações de táxis a ANATA e a ATA, num acordo que durou menos de trinta dias.

O objecto deste acordo, segundo os subscritores do memorando, visa isentar todos os emolumentos de viagens para pessoas com deficiência, enquanto circularem no município de Cacuaco e a redores.

Para tal, as pessoas com deficiência, devem se dirigir ao conselho Municipal da Juventude de Cacuaco, para aquisição de um passe, onde os beneficiários deverão fazer uma contribuição no valor de mil kwanzas, e que terá o prazo de validade até 2026.

Já o responsável da ANATA em Cacuaco, explicou que o memorando já assinado e que passa entrar em vigor no a 3 de Dezembro de 2022, vai abranger as seguintes rotas, Cacuaco-Kikolo, Cacuaco-Funda, Cacuaco-Sequele, Cacuaco-São Paulo, Cacuaco- Mutamba e vice versa. Para isso, as pessoas com deficiências devem apresentar apenas o seu passe aos cobradores, sempre que pretenderem circular sobre estas rotas.

Já os responsável da ATA assegurou que seus filiados, foram todos mobilizados para o cumprimento deste memorando, sublinhando que não haverá qualquer impedimento neste processo.

Pedro Miguel Matos, presidente da CAPODA, louvou a iniciativa do CMJ e da ATA e ANATA, e espera que está iniciativa venha a estender-se a todo país.

O responsável de Associação de Pessoas com Deficiência Visual e Empreendedorismo sublinha que o memorando chega em “boa hora, quando se fala em acudir as pessoas com deficiência, bem como, neste período está se comemorar as jornadas em alusão ao dia três de Dezembro, Dia Internacional de pessoas com deficiência, o que se significa que daqui em diante, vai-se ultrapassar um constrangimento tem se estado a viver as pessoas com deficiência a nível do país”.

Pedro Miguel Matos disse ainda que umas das maiores dificuldades que as pessoas com deficiência enfrentam, tem sido, que “muitos chegam nas paragens de táxis, 6h, mas infelizmente saem dali só as 11h ou mesmo 12h”.

Entretanto, sublinhou que com esta iniciativa da ATA e da ANATA, com respalde do CMJ de Cacuaco, as pessoas com deficiências não passarão a pagar mais, é de louvar, esperando que outros municípios adiram a este protocolo.

Fonte: CK

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS