domingo, maio 19, 2024
Home > Desporto > Jerson Emiliano lamenta apitar mundial sem jogo no Girabola

Jerson Emiliano lamenta apitar mundial sem jogo no Girabola

O árbitro assistente internacional, Jerson Emiliano, lamentou hoje, segunda-feira, no Lubango, a falta de apoio da Federação Angolana de Futebol (FAF) a escassos dias do Campeonato do Mundo “Qatar´2022”.

O único angolano a fazer parte da arbitragem do evento, a decorrer de 20 de Novembro a 18 de Dezembro próximo, foi seleccionado em Maio pela FIFA para integrar a equipa de juízes assistentes da competição mundial.

No entanto, em declarações à imprensa, afirmou que em sete jornadas do Campeonato Nacional de Futebol “Girabola2022-23” ainda não foi nomeado para qualquer jogo, uma actividade que seria essencial em seu programa de  preparação.

“Tive de recorrer a dois jogos da Confederação Africana de Futebol (CAF), visualização de partidas da Liga dos Campeões da UEFA e campeonatos latino-americanos para preparar-me junto do Sistema Educacional da FIFA (RED)”, frisou.

Referiu que, apesar de serem muitos árbitros a nível do Conselho Central de Arbitragem e todos merecerem nomeação na prova nacional, devia merecer especial atenção nessa fase da sua preparação para o mundial.

Disse que em mais de cinco meses observou uma preparação cuidada, apesar das dificuldades, considerando-se a 80 por cento preparado.

Fez saber que interveio na final do Campeonato Africano de clubes em Junho último e só voltou a apitar em Outubro, pela CAF.

“Vou à uma competição onde encontrarei os melhores do mundo e devo reconhecer isso, mas do trio em que faço parte vou procurar realizar um bom trabalho e tentar melhorar as minhas marcas que consegui no Mundial da Rússia em 2018”, frisou.

Trajectória

Aos 39 anos de idade, é nomeado pela segunda vez para um Campeonato do Mundo da categoria, após o Rússia´2018, onde foi o primeiro assistente do zambiano Jammy Sikazwe e que também teve como 2º assistente o sul-africano Zakhele Siwela.

Na altura, ajuizaram os jogos Bélgica-Panamá e Japão-Polónia, na primeira fase, equipa de reserva no França-Perú e Rússia-Croácia, esse último dos quartos-de-final.

Antes tinha já estado nos ‘’mundiais’’ de Sub17, em 2015, no Chile, e de Clubes disputado em 2016, no Japão.

Entre os destaques da sua actividade internacional, Jerson Emiliano dos Santos já fez parte de três Campeonatos Africanos das Nações (CAN) em seniores, um de Sub17, Sub20, em Sub23 e nos Jogos Olímpicos da Juventude realizados em 2014, em Beijing (China).

Foi o único lusófono entre os 44 juízes auxiliares eleitos pela Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) para a 21ª edição do Campeonato do Mundo de Sub-20, que se disputou de 30 de Maio a 20 de Junho na Coreia do Sul.

O angolano, natural da província da Huíla, faz parte do grupo de 69 árbitros auxiliares indicados pela FIFA no Campeonato do Mundo.

Fonte: Angop

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial