sexta-feira, junho 14, 2024
Home > Notícias > Depois das FAA, Polícia Nacional proíbe efectivos de exibirem farda nas redes sociais

Depois das FAA, Polícia Nacional proíbe efectivos de exibirem farda nas redes sociais

O comandante geral da Polícia Nacional, comissário-geral Arnaldo Carlos, determinou por despacho a proibição de exposição, divulgação e publicação de imagens de pessoas uniformizadas com os distintivos da Polícia Nacional nas redes sociais.

O número um da polícia em Angola, chama a atenção, no despacho, que tais práticas atentam contra à imagem da Polícia Nacional: “Visando pôr termo a esse tipo de comportamento, determino que fica proibido a exposição, divulgação e publicação de imagens de pessoas uniformizadas e com postes e distintivos da Polícia Nacional nas redes sociais”.

No mesmo documento, o comandante geral assegura que “os uniformes da polícia são de uso obrigatório e exclusivo do pessoal militarizado da corporação quando em serviço, não permitindo o seu uso no exercício de interesses pessoais”.

O despacho ordena aos órgãos de inspecção da Polícia Nacional, em coordenação com o gabinete de comunicação e imagem da Polícia Nacional, o cumprimento desta orientação, cujo incumprimento é passível de responsabilização disciplinar.

Vale recordar que no mês de Julho último, as Forças Armadas Angolanas (FAA) expulsaram 50 militares (todas do sexo feminino) por indisciplina nas redes sociais.

Antes estas militares foram julgadas e expulsas por publicarem vídeos nas redes sociais “TIK TOK e WhatsApp”, fardadas.

Na ocasião, o chefe de Estado- Maior das FAA chamou a atenção aos militares para terem cuidado com as imagens e vídeos que publicam nas redes sociais quanto estão fardados.

Fonte: NJ

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial