Terça-feira, Julho 23, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioNotíciasCombustíveis: Taxistas em Luanda pedem celeridade na emissão dos cartões e avisam...

Combustíveis: Taxistas em Luanda pedem celeridade na emissão dos cartões e avisam que não vão esperar mais de 30 dias – ANATA diz que a situação pode sair do controlo, Governo promete emitir 500 cartões por dia

Os taxistas em Luanda pedem maior celeridade na emissão dos cartões de subvenção à gasolina com o valor de 7.000 kwanzas diários, para cobertura das despesas com os gastos em combustível, prometidos pelo Executivo, e avisam que não vão esperar mais de 30 dias pelos cartões, visto que desde a passada sexta-feira, 2, dia da entrega oficial dos cartões, mais nenhum taxista recebeu.

A Associação Nova Aliança dos Taxistas de Angola (ANATA), diz que se nada fôr feito neste período, a situação pode sair do controlo dos “azuis e brancos”, uma vez que estes profissionais, tal como o resto da população, continua comprar o litro da gasolina a 300 kwanzas.

Segundo a ANATA, desde o dia 2, data em que começou a vigorar o novo preço da gasolina em Angola, foram produzidos apenas 400 cartões e o quadro não mais evoluiu até agora.

A Agência Nacional dos Transportes Rodoviários prometeu, às associações de taxistas, produzir a partir de agora cerca de 500 cartões por dia.

Em declarações, o presidente da ANATA, Francisco Paciente, disse que a sua organização está a segurar os associados com a garantia de que o Executivo vai nos próximos dias resolver o problema, mas alerta que o Governo não tem mostrado provas de conseguir resolver a situação.

“É melhor que façam a entrega dos cartões nem que for 500 ou 1.000 por dia em todo o País. Porque se nada for feito no prazo de um mês, as coisas sairão do controlo e os taxistas vão manifestar-se em Luanda”, avisou, reforçando que apenas estão a acalmá-los com a promessa de que dentro de dias tudo fica resolvido”.

Conforme o líder da ANATA, as associações de táxis advertiram o Governo no encontro desta terça-feira, em Luanda, para acelerarem o processo de emissão dos cartões, para evitar que Luanda siga o exemplo das províncias do Huambo e da Huíla, onde milhares de taxistas e moto-taxistas se manifestaram para exigir do Governo a entrega dos cartões.

“Infelizmente, a medida foi tomada antes da produção dos cartões e à pressa, agora o Governo tem dificuldade em distribuir os cartões”, lamentou.

O líder da Associação Nova Aliança dos Taxistas de Angola atestou que todos os cartões emitidos até agora beneficiaram apenas taxistas de Luanda, daí as manifestações nas outras cidades do País.

“Apenas queremos que sejam céleres na emissão dos cartões e que os entreguem aos proprietários. Nada mais do isso”, explicou.

Entretanto, a ANATA adverte que Luanda só está calma, fruto de encontros com os taxistas e gestores de frotas de táxis que trabalham na sensibilização dos filiados.

No passado dia 1, o Governo anunciou a retirada gradual do subsídio aos combustíveis, que se iniciou com a gasolina, mantendo a subvenção aos outros derivados de petróleo.

Já o Governo apela à calma entre os moto-taxistas e taxistas que ainda não receberam os cartões que garantem os descontos no abastecimento de gasolina após os aumentos de 2 de Junho e pede que mantenham os preços aos clientes, garantindo que a diferença será devolvida com a chegada dos cartões.

Fonte: NJ

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS