Quinta-feira, Julho 18, 2024
spot_img
spot_img
spot_img
InícioEconomiaChina desembolsa USD 249 milhões para banda larga

China desembolsa USD 249 milhões para banda larga

Luanda – As repúblicas de Angola e da China assinaram esta quarta-feira um acordo de financiamento de 249 milhões de dólares, para suportar o projecto de banda larga no país.

O acordo de empréstimo Concessional da China a Angola foi assinado  pela ministra das Finanças, Vera  Daves,  e o embaixador da China, Gong Tao.

Vera Daves de Sousa disse, na ocasião, que o empréstimo, no valor de 249 milhões de dólares foi concedido pelo Banco de Importação e Exportação da China/EXIMBANK, sem colateral do petróleo, e está alinhado a estratégia adoptada pelo Executivo para o endividamento e gestão da dívida pública, com vista a assegurar a sua sustentabilidade.

A  governante considera a assinatura do  acordo como significativa, visto que   tem para Angola uma importância muito particular, pois “simboliza a força das relações de cooperação política, económica e financeira entre os dois países”.

Pelas características do acordo, disse que o mesmo vai contribuir  no  desenvolvimento, ainda mais,  das relações amistosas e promover a  cooperação económica e técnica entre ambos os paises.

Ao destacar as condições do acordo, Vera Daves de Sousa realçou o facto de ser um acordo de Enquadramento para Empréstimo Concessional, em condições, para Angola, mais favoráveis do que as condições de mercado.

O mesmo acordo tem  um período de maturidade até vinte anos, e sem colaterais associados, o que, para titular das Finanças, demonstra confiança, bem como a disponibilidade da República Popular da China em apoiar, de forma  participar, o  desenvolvimento de Angola.

Por seu turno, o Embaixador da República Popular da China em Angola, Gong Tao, enfatizou a vontade do seu país continuar a apoiar Angola no domínio das Telecomunicações, melhoria do serviço Digital e Transformação Digital, bem como nas áreas económicas e outros sectores da sociedade.

Para Pascoal Fernandes, secretário de Estado para as Telecomunicações e Tecnologias de Informação, o financiamento trará ganhos e conduzirá à melhoria das comunicações nas várias províncias do país e, consequentemente, vai permitir melhorar a qualidade do serviço prestado à população.

A Rede Nacional de Banda Larga é uma infraestrutura que permite enormes ganhos de escala para a economia nacional, favorecendo a inovação tecnológica e dinamizando a produtividade em vários serviços, sejam eles públicos ou privados.

Assistiram ao acto, os secretários de Estado para as Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Pascoal Fernandes, e para as Finanças e Tesouro, Ottoniel dos Santos, a alta liderança da Unidade de Gestão da Dívida Pública e funcionários dos Departamentos Ministeriais e Embaixada chinesa.

Fonte: Angop

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE-spot_img
0FãsCurtir
SeguidoresSeguir

MAIS LIDAS