domingo, maio 19, 2024
Home > Notícias > Chegada de navios ao Porto do Lobito poderá vir a ser controlada por satélite da Argentina

Chegada de navios ao Porto do Lobito poderá vir a ser controlada por satélite da Argentina

O satélite argentino poderá vir a controlar a chegada de navios ao Porto do Lobito. A proposta de monitorização foi exposta no Lobito, esta Terça-feira, por Alejandro Guilhermo Verdier, embaixador da Argentina em Angola, que explicou que este serviço fotografa as imagens necessárias à identificação do tipo de navio e operação em curso.

Sublinhando as mais-valias deste tipo de serviço na segurança marítima, o embaixador, num encontro com o conselho de administração do porto, referiu igualmente que o satélite do seu país atravessa duas vezes por dia Angola, entre outros países, e apresenta custos reduzidos.

Citado pela Angop, o diplomata esclareceu que o satélite pode fotografar as imagens necessárias à identificação dos navios e operações em curso: “Tira as imagens que forem necessárias para identificar o tipo de navio e a operação que está a efectuar naquele momento”.

Segundo a Angop, o embaixador aproveitou para referir que têm existido ocasiões onde o comandante da embarcação envia coordenadas da sua posição a afirmar que está perto do porto, mas na realidade ainda está a cinco dias da chegada ao destino, o que acaba por provocar constrangimentos nos trabalhos da empresa.

Na lista de mais-valias do serviço, continuou, consta igualmente a pirataria. Aqui mencionou casos de embarcações que fazem pesca ilegal, sobre combustível derramado, entre outros perigos, cujo satélite pode identificar com facilidade.

Aproveitou ainda a ocasião para referir as relações comerciais entre o seu país e Angola, considerando-as como “excelentes”, mas admitiu que há necessidade de as incrementar via ligação marítima: “Até agora não temos um vínculo neste sentido. Todas as exportações argentinas para Angola são feitas através de portos brasileiros”, apontou, citado pela Angop.

Além do domínio marítimo, o diplomata referiu que a Argentina também tem os olhos postos na navegação aérea.

Referindo que a TAAG é a única a ligar a América do Sul à África Austral, Alejandro Guilhermo Verdier mostrou-se satisfeito por os voos da companhia aérea chegarem à capital argentina em 2023. “Temos informações que os voos da TAAG chegarão a Buenos Aires no próximo ano e vamos torcer para que seja um facto”, disse, citado pela Angop.

Acerca da proposta relativa ao satélite, Cristiano Sobrinho, administrador executivo do Porto do Lobito para a área técnica e segurança, disse que a recebeu com muito interesse por se traduzir numa vantagem, embora já haja o Serviço de Controlo de Tráfego Marítimo, e assegurou que apresentará esse assunto no conselho de administração para discussão.

Segundo a Angop, o embaixador visitou algumas infra-estruturas e inteirou-se sobre a empresa por via do vídeo institucional do porto.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial