terça-feira, abril 16, 2024
Home > Notícias > BD preocupado com paradeiro de dois dirigentes seus detidos na manifestação do dia 17 de Abril pela Polícia Nacional

BD preocupado com paradeiro de dois dirigentes seus detidos na manifestação do dia 17 de Abril pela Polícia Nacional

O Bloco Democrático (BD) está preocupado com o paradeiro de dois dirigentes seus detidos na manifestação do dia 17 de Abril pela Polícia Nacional e critica a atitude das autoridades policiais que até agora não informaram aos interessados e familiares o local onde se encontram dezenas de pessoas detidas no sábado.

“Ao abrigo das leis, que sejam informados os interessados e os familiares do local onde se encontram dezenas de pessoas detidas”, diz o comunicado do BD, difundido esta quinta-feira, exigindo a libertação incondicional e imediata de todos os presos políticos do 17 de Junho, incluindo de organizadores.

Neste âmbito, o BD denuncia a detenção de dois dirigentes seus pela Polícia Nacional, Adilson Manuel, membro da comissão política, e Amarildo Campos, membro do secretariado nacional, de quem a organização não conhece o paradeiro desde o passado sábado.

“Denunciamos, igualmente, a perseguição sem tréguas que agentes do SINSE fazem contra Rodrigues João Júlio, secretário provincial da juventude do BD na província do Zaire”, acrescenta a nota, condenando a atitude “gratuita” do Governo, que “não esconde a barbárie em que Angola se tornou com a chancela do Partido-Estado”.

De referir que a Polícia Nacional dispersou, no sábado, 17, em Luanda, a marcha contra a subida do preço da gasolina, o fim da venda ambulante e a alteração à Lei das Organizações Não-Governamentais, com recurso a gás lacrimogéneo, originando pânico e desmaios, resultando também em alguns ferimentos e detenções.

Fonte: NJ

Please follow and like us:

Leave a Reply

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial