terça-feira, abril 16, 2024
Home > Economia > Levantamento sem cartão já vale 17% dos movimentos da rede multicaixa

Levantamento sem cartão já vale 17% dos movimentos da rede multicaixa

O serviço é usado como uma espécie de transferência para pessoas com necessidade de dinheiro em mão, sem precisar de transferir directamente para uma conta bancária, bem como para pagamento bens e serviços, ou mesmo para pagar funcionários que não tenham uma conta bancária.

Levantamento sem cartão já vale 17% dos movimentos da rede multicaixa

Nós últimos anos a quantidade de levantamentos sem cartão tem estado a crescer e já valem 17% do total de operações de levantamentos na rede multicaixa, que engloba os levantamentos com cartão multicaixa, sem cartão e em Terminal de Pagamento Automático (TPA).

Em Fevereiro, foram levantados 39,7 mil milhões Kz (48 milhões USD), em 2,8 milhões de operações sem cartão, o que corresponde a 17% do total de levantamentos da rede. O levantamento sem cartão é uma funcionalidade disponibilizada pela rede multicaixa e que permite aos clientes, bancarizados e não bancarizados, a realização de levantamentos de numerário em caixa automáticas, vulgo ATMs, sem a necessidade de um cartão físico.

De acordo com os utilizadores, o levantamento sem cartão também já é usado como uma forma de pagamento e transferência em caso de necessidade urgente do dinheiro, ou até para enviar dinheiro para quem está longe. Segundo constatou o Expansão, muitas famílias usam este mecanismo para disponibilizar dinheiro paras os filhos com menor idade, ou como espécie de transferência para pessoas com necessidade de ter dinheiro físico, sem precisar de transferir directamente para uma conta bancária, já que muitas vezes as transferências levam em média um dia a serem concretizadas, quando são feitas de contas para bancos diferentes.

Também já há casos em que os levantamentos sem cartão são utilizados para pagar bens e serviços ou mesmo para pagar um funcionário que não tenha uma conta bancária, o que também contribui para uma maior procura de dinheiro junto dos ATMs.

Contas feitas, em Fevereiro deste ano foram levantados um total de 311,3 mil milhões Kz na rede, um crescimento de 30% face aos 238,6 mil milhões levantados no período homólogo. Ainda assim, grande parte dos levantamentos nos ATM”s são realizados com cartão multicaixa com 270, 4 mil milhões Kz, com um peso de 82% nas operações, seguido dos levantamentos sem cartão com 17% e pelos levantamentos em TPA”s que representam 1%.

Levantamentos nos TPA”s dispararam

No espaço de um ano, entre Fevereiro de 2023 e Fevereiro de 2024, o número de levantamentos nos TPA”s cresceu acima dos 1.000% para 167.297 operações. Só em Fevereiro deste ano foram levantados 1,2 mil milhões Kz em TPA”s, quando no período homólogo se levantou apenas 100 milhões Kz. Este crescimento deve-se ao aumento de TPA”s disponíveis, já que há mais 16 mil TPA”s activos do que em Fevereiro do ano passado, bem como uma prática crescente que leva a que existam muitos indivíduos ou comerciantes nas ruas, nos mercados informais e até junto dos ATMs, aproveitando-se das enchentes que se verificam durante as vésperas de pagamento de salários (início e final do mês), quando a necessidade de levantamentos em numerário é maior. Cobram ilegalmente uma taxa de 10% por cada operação.

Entretanto, o Banco Nacional de Angola (BNA) actualizou a comissão de serviço cobrada ao cliente para as operações de levantamento de numerário em TPA”s com ou sem cartão e que não estejam associadas a uma compra, de 1% para 2,5% do valor de levantamento, que será automaticamente transferida para a conta bancária do comerciante.

O regulador actualizou também o limite mínimo de levantamento nos TPA”s de 50 mil Kz para 100 mil Kz. A deia é combater a prática ilegal destas operações, que tem vindo a crescer devido à escassez de multicaixas em muitas zonas, sobretudo em Luanda, e ao mesmo tempo incentivar que novos comerciantes possam aderir a este serviço.

Fonte: Expansão

Please follow and like us:

Leave a Reply

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial