terça-feira, maio 21, 2024
Home > Notícias > Candidatos à 300 bolsas de estudo são hoje submetidos a entrevistas

Candidatos à 300 bolsas de estudo são hoje submetidos a entrevistas

Os estudantes da província de Luanda, que se candidataram para as 300 bolsas de estudo, começam a ser submetidos hoje à avaliação teórica, para se apurar as suas capacidades técnicas e profissionais, em acto a ter lugar no Campus Universitário, afecto à Universidade Agostinho Neto, na Camama.

A decorrer até ao próximo dia 30, os candidatos admitidos vão ainda passar por um outro processo de avaliação, feito por técnicos do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI), para averiguar a possibilidade de o indivíduo poder ou não regressar ao país e trabalhar, após a formação patrocinada pelo Estado angolano no exterior.
Em declarações ao Jornal de Angola, o coordenador do programa das 300 bolsas de estudo no exterior, disse que, durante o processo de correcção das provas, “notou-se um baixo nível de aproveitamento, na ordem dos 15 por cento, nos cursos de Ciências, Medicina, Engenharia e Ciências Agrárias” e em algumas áreas do saber.
De acordo com Emanuel Catumbela, há muito por se fazer no que toca à preparação dos candidatos a provas de conhecimento, o que “realmente nos deixa um pouco preocupados”, tendo anunciado não haver da parte do MESCTI obrigação em preencher as 300 bolsas. 
A julgar pelo baixo nível de conhecimento patenteado por alguns candidatos, Emanuel Catumbela acredita que muitos não conseguiram obter uma nota que os habilite a passar para a fase seguinte, mas, ainda assim, “vamos prosseguir com o processo de envio de estudantes.”
Ao longo do processo de inscrição, houve reclamações por parte de alguns candidatos inscritos, a partir do exterior, por não terem sido apurados para fazer a prova, por falta de um requisito (residência), exigido pelo regulamento, onde no nome do país, colocaram Luanda, o que condicionou o processo, quando na verdade estão radicados no estrangeiro.
Os que cumpriram com este requisito, dentro em breve, serão contactados para a en-trevista, via Internet/Skype, onde serão testadas as suas capacidades técnico-profissionais e a disponibilidade em regressar ao país para atender as necessidades do mercado de trabalho. 
Os resultados das provas serão publicados no portal Inagbe. Para a entrevista, os candidatos ao doutoramento devem fazer-se acompanhar do projecto de investigação com o qual se candidataram. No total estão disponíveis 300 vagas.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial