quarta-feira, maio 22, 2024
Home > Fama > Bebo Clone destaca Nagrelha como figura emblemática do país “Devemos dar todas as honras”

Bebo Clone destaca Nagrelha como figura emblemática do país “Devemos dar todas as honras”

“Uma figura emblemática do nosso país e devemos dar todas as honras”, começou por descrever o kudurista Bebo Clone, em entrevista a imprensa, quando falava sobre Nagrelha, sublinhando que não deve apenas ser a classe artística a olhar os feitos do Estado Maior do Kuduro, mas igualmente o Governo e a sociedade civil por se tratar de alguém que representava Angola em dois tempos e particularmente o estilo kuduro no mais alto nível.

É importante não nos esquecermos que embora, sejamos famosos, um ou outro, mas tínhamos alguém que dava o peito seis vezes mais do que nós, e, esse alguém era o Nagrelha dos Lambas, uma figura emblemática do nosso pais e devemos dar todas as honras. Por isso, aos meus colegas que ainda têm alguma prosápia vamos deixar essa situação de lado e olhar para a situação do nosso irmão. E o país atentamente olhe para esse pormenor, porque o Nagrelha não representa só a nossa classe, representa o país “, disse.

A propósito dos feitos do artista que nasceu e cresceu no Baião, bairro localizado no distrito urbano do Sambizanga, e que ficou conhecido pelos inúmeros sucessos alcançados no estilo musical Kuduro, Bebo Clone salientou:

É o artista com maior expressão a nível da música, é o artista que mais público tinha, que mais trabalho proporcionava ao nosso país e que batia de peito a tudo. O seu nome é grande demais que não se percebia. Então, esta não é uma situação nossa da classe artística, é uma situação do país. O nome do Nagrelha não deve ser lembrado por causa das músicas, acho que devemos começar já a pensar numa estrutura que fique marcada e passe de geração em geração“, frisou, acrescentando que desta forma, as pessoas poderão continuar a relembrar do Nagrelha e também por intermédio de suas músicas ou videoclipe.

“A nossa classe vai fazer de tudo para que isso seja real, todavia, é o estado que pode manter isso mais real ainda. Quanto a nós da classe artística, acho que primordialmente devemos manter a nossa união, tirar os egos e a questão dos orgulhos, olhar a situação que o nosso colega e sua família estão a passar”.

Fonte: PL

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial